Tendência fashionista: corrente para óculos!

Talvez você já tenha se deparado com a febre das correntes de óculos no seu feed do instagram.

O acessório ganhou status fashion quando deixou de ser somente um cordão para segurar óculos, feito de plástico/silicone, normalmente, para ser uma corrente de enfeitar os óculos. Passou do mero efeito funcional para ser um enfeite que ganhou o coração das fashionistas já apaixonadas por óculos!

Já fizeram diversos modelos, seja dos mais grossos, imitando corrente de rapper, ou aqueles mais fininhos que parecem colares. Ainda tem os coloridos, ou os com pingentes: pra todo gosto!

É uma tendência polêmica, mas se você gosta de ousar e ama óculos escuros, ela é pra você! (Mas obviamente dá pra usar com óculos de grau também), como nessa foto acima da marca Regalrose.

De qualquer forma parece que elas vão bombar no verão, principalmente junto com os óculos de lentes claras, quase transparentes, como no look da Taciele Alcolea (primeira foto da montagem).

Comecei a prestar atenção depois dos variados looks que a Fê Guimarães postou no insta:

As correntes dela são da marca The Chain Lab, loja de São Paulo, que tem vários modelos, com preços entre R$40,00 e R$150,00.

Agora os modelos que eu mais amei são, de longe, os que imitam um colar jogado atrás (lembram que há um tempo começou essa ideia de colar nas costas?) Agora as correntes (chains) fazem esse truque!

Simplesmente amei essa ideia da marca Sintillia!

Olhem mais essa inspiração, em que a corrente fica no finalzinho do óculos. Mara!

E a boa notícia é que você pode fazer a sua em casa se você tiver habilidade com alicate e bijouteria! Sabe como?

Você pode aproveitar algo que já tem, como um colar simples bem comprido, tirando o fecho e colocando dois conectores de silicone nas pontas. Os conectores você pode fazer com fio de silicone.

Ou então você pode fazer do zero, com uma corrente bem bonita!

E você gostou dessa tendência? Usaria ou achou demais? Arrisca fazer um sozinha? Me conta aqui!

Beijos e apenas brilhe!


>>Gostou do post? Tem alguma dúvida ou sugestão? Deixe um comentário pra mim! 😘

Amanda Jacarandá

Como usar lingerie aparecendo!

Já tem um tempo que as lingeries estão bombando na moda, não é mesmo? Isso porque elas deixaram de ficar escondidas e agora estão cada vez mais aparentes.

Quem gostava de mostrar, já usava com alguma transparência, mas ela se tornou só um detalhe por cima com as inúmeras blusas de tule que mostram quase tudo. Aqui a lingerie não é mais um detalhe, mas sim a peça chave do look.

Ah, vale lembrar de que o top precisa ter forro pra não mostrar os seios. Afinal, não precisamos sair peladas, né? hehe

E quem pensa que já acabou muito se engana. A tendência ainda tá muito forte. Se você passar por Campinas, por exemplo, vai ver uma profusão de tules e várias fotos de inspiração para fazer a sua blusinha.

Por baixo é bom usar lingeries bonitas, geralmente tops (menos cara de sutiã tradicional).  E também não precisa usar só preto, viu? Fica a dica!

A tendência evoluiu e muita gente passou a dispensar a blusinha que mostrava quase tudo e começou a usar só a lingerie como blusa!

Claro que a indústria de lingeries favoreceu essa ousadia, fazendo bodies lindíssimos de renda e tudo mais que há numa lingerie, mas que tampavam bem os seios e poderiam ser usados facilmente como blusa. Sexy na medida.

Para as mais discretas (ou melhor dizendo, menos ousadas), a inspiração é colocar um casaco por cima, ou um colete. Foge da tradicional camisa e deixa menos à mostra a lingerie.

Pra quem quiser comprar, várias marcas já tem seus modelos, mas a Valisere é uma marca que tem várias peças desse tipo. Umas mais ousadas e outras mais tampadas. Para todos os gostos!

É uma tendência que eu, particularmente, acho lindo! Mas não é qualquer um que segura. Se você não se sentir confiante, é melhor não usar. 

Só não deixe que o machismo e o medo de ouvir críticas te impeçam, viu? Claro que não é um look pra ser usado em qualquer lugar, nem em qualquer ocasião, mas se você achar que está adequado, não deixe que outra pessoa te coloque pra baixo e te faça mudar de opinião. 

O corpo é seu e você usa o que bem entender, fechado? #emponderamento #girlpower

Beijos e apenas brilhe! 

[Créditos das fotos: pinterest e valisere]


>>Gostou do post? Tem alguma dúvida ou sugestão? Deixe um comentário pra mim! 😘

Amanda Jacarandá

Look tom sobre tom terroso

Aproveitei a inspiração invernal e montei esse look tom sobre tom terroso que eu amo!

As peças são da loja Carpe Diem. Uma camiseta de veludo e uma pantalona maravilhosa!

O brinco é da Leve Cor.

As fotos foram tiradas no Café e Bistrô Las Nenas

Gostaram?

Beijos e apenas brilhe!


 

>>Gostou do post? Tem alguma dúvida ou sugestão? Deixe um comentário pra mim! 😘

Amanda Jacarandá

O poder dos looks monocromáticos e tom sobre tom

Se tem uma proposta de look que deixa a gente elegante é o look monocromático e, com uma pequena variação de intensidade, o tom sobre tom.

Ele tem esse poder porque cria uma impressão de continuidade, mesmo quando estamos usando mais de uma peça.

Nem sempre o sapato entra na composição do monocromático, mas ajuda a deixar essa proposta mais clean. O que importa é a impressão total do look estar em uma mesma cor.

Os looks monocromáticos mais clássicos e comuns são os todo preto e todo branco.

A rainha dos looks all black é a Victória Beckham. Elegantérrima!

Já o look all white transmite limpeza, leveza e polidez. Igualmente chique!

Mas a graça mesmo são os looks que tem cor, nesse caso uma cor só, pois são mais desafiadores e, por isso, interessantes. Que tal ousar e usar um look todo azul, ou todo verde?

Porém o que toca o meu coração mesmo são os looks de tons terrosos ou nudes. Combinam, inclusive, imensamente com o inverno. É uma cor neutra, mas foge do branco e preto.

Percebam que normalmente as peças que compõem esse tipo de look são lisas e isso ajuda na composição, criando uma aparência mais harmônica e mais elegante. Isso porque para criar uma estampa usa-se mais de uma cor, quebrando a monocromia ou o tom sobre tom.

Menção honrosa ao verde militar, que apareceu em peso nas pesquisas de imagem (créditos no Pinterest) e foram uma bela surpresa.

E aí, se inspiraram? No próximo post vou trazer a minha versão de um look tom sobre tom terroso. Não percam!

Beijos e apenas brilhe!


>>Gostou do post? Tem alguma dúvida ou sugestão? Deixe um comentário pra mim! 😘

Amanda Jacarandá

Moda masculina: tamanho ideal das roupas!

Se tem uma coisa que faz diferença na imagem que um homem passa por meio das suas roupas é elas estarem ajustadas ao corpo.

Eu gosto de deixar claro qual é o significado da palavra ajustada, que é estar no tamanho exato do seu corpo, ou seja, nem folgada, nem apertada; nem curta, nem comprida. Isso significa que a roupa ajustada ao seu corpo é aquela que tem o seu tamanho.

E a gente sabe que ter o tamanho correto de roupa pra gente é difícil, pois não somos do tamanho que as roupas são vendidas, na maioria das vezes. E por isso é importante ter sempre alguém pra te ajudar a adequar as roupas ao seu físico, principalmente quando o assunto é moda formal, ou seja, camisa social, terno etc.

Várias lojas possuem o serviço de ajustar a roupa sem custo adicional, mas outras não. E o ideal é que você encontre um alfaiate pra fazer os ajustes, pois eles entendem e já mexem há mais tempo com esse tipo de roupa, que exige um conserto diferenciado, mais caprichado. Sei que essa profissão está sumindo do mapa, mas ainda é possível encontrá-los. Caso tenha dúvida de onde achar, pergunte onde essas marcas que vendem roupa social consertam as roupas deles e você já terá meio caminho andado.

Bom, eu falei do caso de você precisar comprar a roupa e ajustá-la. Mas e quando você tá no provador e quer saber se aquela roupa já está no seu tamanho adequado, ou se você quiser chegar na sua vó e pedir pra ela arrumar e você tem que dizer o tamanho? Vou ilustrar esse post e dar as dicas pra vocês.

Lembrete: não entrarei aqui no mérito de modelagens, estilo e tendências, pois essas coisas mudam a forma de entender como usar uma roupa. Aqui eu só falarei do que é considerado ajustado no corpo pra não parecer que você pegou uma roupa menor ou maior pra vestir sem querer, ok?

Bom, vamos começar pela parte de baixo: as calças! Novamente, não entrarei no mérito de modelagens, então falarei mais sobre tamanho de barra e cintura.

A cintura da calça deve estar na sua cintura, que não é no seu umbigo, nem na sua bunda, mas sim na sua cintura pélvica. Pra te auxiliar: coloque a mão na lateral da sua barriga e vai abaixando, o primeiro osso da sua cintura pélvica é onde sua calça deve estar.

Cuidado com calças baixas demais, porque elas costumam deformar o corpo, principalmente quem tem uma barriguinha. E, por favor, um tamanho adequado não deixa você mostrar a cueca, né! Caso precise daquela ajustadinha a mais, use um cinto.

Já o tamanho da barra é o que causa mais polêmica. Pelas pesquisas que fiz, percebi que a tendência é usar calça mais curta (e sapato sem meia haha), mostrando o tornozelo,  um pouco mais ainda do que as fotos que estão aqui, que tem a barra no limite, ou seja, bem no tornozelo.

Bom, não vou entrar no mérito de estilo e tendência, então se você quiser uma calça realmente ajustada ao seu corpo, o ideal é que você tampe o seu tornozelo, ou seja, a calça vai pegar no início do peito do pé, dando uma leve dobrada, pois sobra um pouco de tecido ali.

Cuidado pra não sobrar demais, pois a impressão que dá de barra mal feita (comprida) é de desleixo, principalmente se a modelagem da calça for mais larga.

Caso você ainda não tenha feito a barra da sua calça e queira usá-la, uma dica é dobrá-la umas duas vezes. Fica estiloso e adequado. Só não faça isso em ambientes formais, pois não fica legal. 

Agora sim vamos para a parte de cima!!

A primeira coisa que eu vou falar vale para camisas, camisetas, jaquetas, blazer, ou seja, tudo que está em cima, que é a adequação ao ombro! A linha que mostra que vai começar a manga deve estar exatamente em cima do seu ombro, nem mais próxima do braço (camiseta grande), nem mais distante (camiseta pequena).

a manga deve descer pelo seu braço, tampando pelo menos a metade da parte superior.

Já a manga de camisa deve terminar no encontro do punho com a mão. Normalmente também sobra um pouco de tecido na manga, pra te deixar confortável na hora de mexer. Se o tecido ficar esticado, não vai ficar bom, pois toda hora que você esticar o braço pra pegar alguma coisa, a sua camisa vai subir, ficando curta.

O comprimento da camisa deve ser suficiente pra ficar uns 4 a 5 dedos abaixo do botão da sua calça. Além disso, não pode sobrar muito tecido na barriga, nem ficar justo.

Algumas dicas pra ver se a camisa está adequada: 1) na cintura: sente-se quando estiver experimentando a camisa. Se ela apertar sua barriga, pegue um número maior. 2) no comprimento: levante os braços: se ela mostrar sua barriga, ela está curta! 

E as jaquetas? Bom, a manga deve ficar na junção entre o punho e a mão no mínimo, ou um pouco mais comprida, pois como serve para o frio (obviamente haha), fica melhor.

Já o blazer não pode ficar maior de jeito nenhum! Se existe regra no mundo da moda formal masculina (e olha que existem algumas), essa é uma delas! É regra que a camisa apareça além do blazer, como nas imagens abaixo:

E depois dessas dicas, tenho certeza que não vai ser por falta de ajuste que você vai ficar inadequado!

Ahh, pra quem não sabe, eu dou consultoria de imagem. Quem se interessar, é só clicar aqui pra saber mais sobre esse trabalho.

Gostaram das dicas? Vocês sabiam os tamanhos adequados de roupas masculinas? Me contem nos comentários se esse post foi bom pra você!

Beijos e apenas brilhe! 


>>Gostou do post? Tem alguma dúvida ou sugestão? Deixe um comentário pra mim! 😘

Amanda Jacarandá