Marcas de moda slow fashion em um só lugar: conheça o e-commerce Eth&Co

Pra quem não sabe, eu faço Design de Moda na UFG. E uma coisa que o curso fez de positivo pra mim foi abrir a minha cabeça.

Sim, agora eu penso mais no processo produtivo, na preocupação com o meio ambiente e no consumo desenfreado que na maioria das vezes está diretamente ligado à moda. E essa preocupação é essencial pra todo mundo, pois, afinal, todos nós consumimos vestuário.

E um movimento que vem ganhando adeptos nos últimos anos é o slow fashion. Ele veio para desacelerar o consumo, com peças autorais produzidas em menor escala, com preocupação socioambiental, ou seja, pensando no impacto gerado pelo produto.

Pensando nisso, é sempre bom ter opções de moda slow fashion e sustentáveis para que possamos saber o que de fato estamos comprando. A responsabilidade passa para a mão do consumidor, que quer escolher não só a peça que vai comprar, mas também todo o processo produtivo que está apoiando ao comprar tal peça.

Assim, em algumas pesquisas, descobri um e-commerce que vai de encontro com essa proposta. É o Eth&Co:

A proposta do site é muito interessante. Primeiro no cuidado com a estética, é tudo bem bonito, realmente dá vontade de navegar, procurar os produtos. Isso é extremamente importante pra fugir do “quando é sustentável é feio”. Dá pra ser slow e sustentável e ser bonito.

O site conta com 23 marcas atualmente. Lá é possível ler um pouco sobre cada marca, como ela é definida, seu objetivo, além de explicações sobre o processo produtivo. Como disse anteriormente, dessa maneira o consumidor fica sabendo o que está apoiando ao comprar aquele produto.

Além disso, cada produto disponibilizado pelo site é classificado de acordo com algumas características, sendo elas: Handmade (artesanal), sustentável, ético, produção local, upcycling, sem gênero, vegano, atemporal e autoral.

De acordo com o site, as marcas têm que apresentar ao menos um desses conceitos pra ser enquadrada como slow fashion. Mas percebi que todas as marcas apresentam ao menos quatro características, sendo “ético” e “autoral” sempre presentes, o que é essencial. Isto mostra a real preocupação na escolha das marcas, pra não incorrer no erro de aceitar uma marca que diz ser uma coisa e, na verdade, ser outra.

Outra questão que achei muito interessante foram os valores dos produtos. Eles estão na faixa de R$55,00 a R$990,00!! Isso pra mim foi o mais louvável! Marcas éticas, sustentáveis, socialmente interessadas e com um preço acessível.

Óbvio que não é tudo barato como em uma fast fashion, mas pra ser socialmente sustentável, não tem como ser, justamente pela forma de produção que é agressiva social e ambientalmente nas fast fashions. Mas é possível sim a moda slow ser acessível! Achei camisetas lindas por R$84,90, o que é o preço de comprar em uma loja que não tem essas preocupações. E as peças mais caras são malas, ou seja, um produto feito pra durar.

Enfim, a minha próxima compra será, com certeza, feita por esse site. Amei várias marcas e acredito cada vez mais nessas iniciativas.

Agora quero saber se vocês também já tinham pensado nesses pontos, se essa preocupação já tinha surgido e se vocês conhecem alguma outra iniciativa. Me contem aqui nos comentários!

Beijos e apenas brilhem!


>>Gostou do post? Tem alguma dúvida ou sugestão? Deixe um comentário pra mim! 😘

Amanda Jacarandá

Os looks mais interessantes do SAG Awards 2018!

O SAG Awards aconteceu dia 21 de janeiro de 2018 e neste ano consagrou o filme “Três anúncios para um crime” com três prêmios.

Levou ao tapete vermelho diversas atrizes talentosas! Então vamos falar sobre os looks dessas estrelas. Separei alguns que amei pra gente suspirar por aqui!

Vamos começar pelos vestidos mais claros. Margot Robbie foi uma das que mais ouvi o pessoal falar bem. Mas não tem como falar mal de uma mulher que mais parece uma deusa, não é mesmo? kkk

Brincadeiras à parte, o look da Margot foi certeiro, caiu como uma luva no seu corpo e no seu tom de pele, ficando angelical. A informação de moda vem na cintura com as plumas, que marcaram bem a silhueta dela e deram um charme extra.

Saoirse Ronan escolheu um vestido rosa milennial que eu amei! Achei um vestido diferente do que costumamos ver. É um vestido com linhas mais retas, todo coberto na parte de cima, mas com duas fendas nas pernas, o que faz um equilíbrio muito interessante.

Além disso, gostei da combinação das cores, o rosa tem uma pegada mais fria que combinou com o cinza brilhante. Por fim, gostei até do cinto (uma faixa?) amarrado despretensiosamente, que acinturou mais o modelo.

Mais um rosa milennial, dessa vez com a fofa Millie Bobby Brown. Não assisto a Stranger Things, mas gosto dela. O look todo foi muito bem pensado pra sua idade (ela tem 13 anos), suave, sutil, com informação e divertido. Reparem no all star e no cabelo. Gostei muito! Ahh, o vestido é Calvin Klein.

Natalia Dyer usou uma combinação de preto e branco clássico, mas pra mim o que ganhou mesmo foi a estampa da saia do vestido. É uma referência aos signos do zodíaco. Muito interessante a escolha!

Allison Williams chamou atenção nesse vestido Ralph e Russo. O vestido tem uma clara referência vintage (anos 20), mais marcada ainda pelo cabelo e batom vermelho. A graça do vestido, assim como em qualquer vestido de franja é em movimento. Fica muito lindo!

Kristen Bell foi a apresentadora e ainda usou um vestido preto depois. Mas eu me apaixonei mesmo nesse rosa do tapete vermelho. Romântico e poderoso. Tem uma modelagem diferente. Percebam que ele é acinturado, mas tem uma espécie de um corset que vai até o quadril, só depois abre na saia. Até agora tô analisando cada detalhe do vestido, que parece simples, mas tem uma estrutura diferenciada. Amei! O vestido belíssimo é J. Mandel.

Brie Larson estava com um vestido interessante também. E neste caso o modelo não foi o que me chamou a atenção, mas sim a estampa. Este tecido tem várias cores, mas fica muito harmônico, parece que foi pintado por um impressionista. Eu consigo ver que parecem flores, mas elas estão “desfocadas”. Outra coisa curiosa é o brilho do vestido, às vezes parece um veludo molhado, às vezes parece um paetê (minuciosamente feito). Aposto mais nesta última opção pelo zoom que já dei nas fotos dela. Enfim, amei! Ahh, o vestido é Gucci.

Vocês já repararam que algumas roupas a gente só acha bonitas por causa do jeito que a pessoa está vestindo? É este o caso desses dois vestidos. São simples, mas estão tão coerentes com as atrizes (Danielle Brooks e Marsai Martin), tanto no tom de pele (vermelho fica lindo em negras), quanto no ajuste ao corpo.

No primeiro vestido, gostei que é um paetê brilhoso, mas que não cega os olhos.  Deixou ela com um corpão. O decote pra mim é o ponto alto. Olhem como ele termina na nuca. Curti!

Já o outro vestido é aquele que dá pra levar naquela costureira top que você conhece pra te fazer parecer uma princesa. Gostei!

Halle Berry e Mary J. Blige com dois vestidos interessantes!

Amei o vestido da Halle, com um trabalho de brilho lindo e essa “saia de tule” pregada no vestido. Sugiro que vocês procurem as fotos dela e dêem um zoom. Simplesmente fantástico. Um dos meus preferidos! Pelo que li, o bordado foi todo feito a mão. É da Pamella Roland.

Mary J. Blige me ganhou com essa asa! Que trabalho lindo!! É um 3D na roupa. Amei!

Yara Shahidi é minha #girlcrush. Já fiz post aqui sobre ela e ela é impecável. Uma escolha muito ousada ir de macacão. E aí ela vai com um macacão PÁH! O laço das costas é sensacional. (deve ser difícil andar com essa roupa haha) A beleza (cabelo e make) combinou de forma muito harmônica!


Por fim, separei esses dois looks pra analisar com vocês (pra mim tem alguns problemas):

O primeiro é um vestido maravilhoso Reem Acra usado pela Madeline Brewer. Amei a combinação das cores (vermelho aberto nos pés e nos lábios e o nude do vestido), mas tem algo que me incomoda: o comprimento. Este comprimento no tornozelo é ingrato! Percebam como achata a silhueta dela, mesmo sendo da mesma cor da pele (o volume da saia deu essa impressão). Não está feio, mas poderia ficar mais bonito ainda.

obs.: Novamente vemos uma ideia do tomara que caia com uma estrutura de corset., assim como no vestido da Kristen Bell!!

Já o vestido da Nicole Kidman tem uma série de erros. Primeiro que essa cor e esse modelo, pra mim, a deixaram mais velha. Não é atual, não tem informação de moda. Ela pode mais! Além disso, vemos o problema de não estar bem no corpo, marcou muito a barriga (e ela é bem magra!) e o comprimento ingrato marcou presença. Enfim, não gostei. Pra mim o ajuste ao corpo é metade da beleza do vestido e a falta disso foi o que mais derrubou a Nicole.

Ahh, ela ganhou o prêmio de melhor atriz por Big Little Lies, então no talento ela está de parabéns, porque pra mim o look não rolou!

E aí, gostaram da análise? Concordam comigo? Me contem aqui nos comentários!

Beijos e apenas brilhem!


>>Gostou do post? Tem alguma dúvida ou sugestão? Deixe um comentário pra mim! 😘

Amanda Jacarandá

 

 

 

Body como fantasia de CARNAVAL!

Oi pessoas lindas, tudo bem?

Já tem um tempo que a gente anda vendo body em todas as lojas (e nos nossos looks, não é mesmo?)

Além dos modelos tradicionais, algumas marcas começaram a criar alguns modelos mais engraçadinhos, coloridos, com mensagens, ou até mesmo holográficos, cheios de brilho. Esses bodies se assemelham muitas vezes a maiôs (e muitas vezes são maiôs, pois são criados por marcas de roupa de banho), com aquele modelo mais simples de alcinha.

Como são alegres e divertidos, a aposta de algumas marcas esse ano para o Carnaval foi fazer body como fantasia pra você arrasar na folia!

A C&A está cheia desses modelos (a partir de R$30,00), vejam só:

Na Riachuelo não vi muitas opções, somente este dourado lindo. Mas super dá pra fazer fantasia de sereia com ele, caprichando na maquiagem e nos acessórios. E como ele é mais discreto, dá pra usar depois com looks pra balada, por exemplo.

Voltando à C&A também vi essas ótimas opções de blusas de super heróis. E o mais legal é que já vem com a capa (é embutida na roupa). Nem precisa de muito mais, né?

Outra marca que eu vi com opções maravilhosas de body foi a Loungerie.

A marca lançou uma coleção assinada pelo estilista Walério Araújo que contou com estes modelos (Body Viúva, Body Branca de Neve, Body Estrelas e Body Coelho Mágico):

 

Simplesmente impecáveis, mas no site só resta um modelo em um tamanho! Chocada!! Vendeu bem rápido!

Mas se você amou algumas dessas fantasias, você pode se inspirar e improvisar uma.

Use sua criatividade! Ainda dá tempo de pegar a referência e mandar pra uma costureira (que seja rápida kkk) fazer pra você! E as tiaras você mesmo consegue, hein? (Eu não devo passar na folia esse ano, então nem vou fazer haha)

Aqui em Goiânia é só ir em Campinas que vocês acham muitos acessórios e opções pra improvisar sua fantasia (quem é daqui sabe que lá é tumultuado, mas é o melhor lugar haha)

E vocês gostam dessa ideia de curtir o Carna de body? Me contem aqui!

Beijos e apenas brilhem!


>>Gostou do post? Tem alguma dúvida ou sugestão? Deixe um comentário pra mim! 😘

Amanda Jacarandá

Fugindo das rendas e brilhos: VESTIDOS DE FESTA ESTRUTURADOS!

Não sei vocês, mas eu estou um pouco cansada de ver tanto vestido de festa com renda e brilho. Não que eu não ache lindos (amo até demais), mas parece que a gente precisa mudar um pouco de vez em quando.

E tem um tipo de vestido que tá super em alta, é mega elegante e foge um pouco dos modelos que cansaram os nossos olhos.

Estou falando dos vestidos ESTRUTURADOS!

Na verdade não sei o nome que dão a esse tipo de vestido, mas eu o chamo assim. Explico: o modelo que estou falando tem a característica de ter um tecido mais encorpado, mais “pesado”, uma modelagem que deixa ele com menos fluidez, o caimento é mais estruturado, do jeito que ele foi feito, ele vai ficar.

Eu particularmente estou muito na vibe de vestidos com menos informação e esse tipo de modelo normalmente é bem “clean”, com poucos detalhes em pedraria, bordados, brilhos.

O próprio tecido já tem um brilho característico, lembra o famoso Tafetá, só que mais nobre ainda, que normalmente é o Zibeline (p.s.: ainda não conheço muito de tecidos, mas dei uma boa pesquisada e descobri graças a um tutorial no Youtube, que conto depois)

É um tecido que fica moldado de uma só forma (não tem fluidez) e é isso que dá o detalhe ao vestido.

O rico do vestido é o corte bem feito, um recorte interessante, uma prega, o jeito que foi “dobrado”, um decote estruturado, um volume na saia. Enfim, me encanta quando eu vejo que é possível brincar só com o tecido, sem precisar de tantos adornos pra tornar o vestido tão bonito.

E como ele não tem tantos detalhes, é imprescindível que ele esteja bem ajustado ao corpo, pois é isso que vai fazê-lo ficar tão elegante!

Os modelos que eu mais vi e que são muito princesa (ideal para formandas!!) são os com saia godê, ou seja, bem rodado, e decote ombro a ombro. A elegância do decote e a presença do volume vão te fazer passar chamando atenção mesmo sem brilhos e pedrarias:

Ahh, uma blogueira que usa demais esse tipo de vestido é a Layla Monteiro. Olhem os modelos:

E vocês querem saber como é feito um vestido desses? Olhem esse tutorial maravilhoso no Youtube, da Fernanda Herthel. Ela explica tudo! O tecido utilizado, a modelagem, como costurar (é só clicar na foto):

Eu não sei vocês, mas eu estou APAIXONADA!! 

Me contem aqui se gostaram e se vocês querem saber de modelos diferentes de vestidos. O que você pode fazer pra se destacar na multidão! haha

Beijos e apenas brilhe!


>>Gostou do post? Tem alguma dúvida ou sugestão? Deixe um comentário pra mim! 😘

Amanda Jacarandá

Dúvida da leitora: como combinar acessórios e óculos de grau?

Vez ou outra surge alguma dúvida de pessoas que me acompanham pelo instagram (me segue lá: @amandavjm), então resolvi criar o quadro “Dúvida da leitora” por aqui, em que ajudarei você com aquelas dificuldades do dia a dia, dando dicas pra facilitar a sua vida!

A dúvida de hoje é como combinar acessórios e óculos de grau de forma correta. 

A primeira coisa que eu vou falar, que talvez seja até desanimadora (mas calma, leia o post até o fim!) é que não existe forma correta. Cada pessoa tem seu estilo e uma forma de ver o mundo e de entender a beleza (por exemplo as correntes para óculos, eu posso amar e você odiar!)

O que vai contar no final é o seu bom senso, pensando no que combina com você, no que te faz bem ao se olhar no espelho e no que é adequado para ocasiões. Seguindo esses passos, você já diminui muito a chance de se sentir incomodada com a aparência.

Mesmo assim eu vou dar algumas dicas que podem te ajudar nesse caminho e com a ajuda das imagens, vou mostrar o impacto visual de alguns acessórios junto com os óculos de grau.

(Caso você queira dicas individuais, uma consultoria de imagem pode te ajudar. Veja a aba profissional AQUI)

A primeira dica é observar o seu óculos de grau. Isso porque a própria armação do óculos já se tornará um acessório, principalmente quando ela for colorida, ou mais grossa. Então se você gostar muito de acessório, talvez a melhor opção seja ter um óculos mais básico pra não brigar tanto quando você usar seus brincos, colares etc.

Segunda dica: o que você deve tomar cuidado é com o peso visual do rosto e colo, ou seja, brincos e colares. Pulseiras e anéis dificilmente vão interferir na sua imagem em relação aos óculos de grau. Então nós vamos direcionar o foco mais para colares e brincos.

O complemento ideal para quem usa óculos de grau (e aqui entra qualquer modelo) são, sem sombra de dúvidas, brincos e colares pequenos. Preferencialmente os de cores “padrão” para acessórios (cores de metal), ou seja, prata, dourado, bronze e suas variações.

Os colares normalmente são os mais delicados, os que chamamos de correntinhas, pois não dão impacto visual a ponto de brigar com os óculos.

Mas se você quiser usar colares ou brincos mais pesados, vou dar outra dica. Tente equilibrar as proporções e cores. Se usar um colar mais chamativo, evite os brincos e vice-versa. Colares e brincos muito cheios de pedras, detalhes, cores também dão muito peso ao rosto, e, por isso, é interessante evitar.

Nesta montagem dei exemplos de acessórios mais chamativos que ficaram bons. Percebam que eles têm formas mais simples (sem muitos penduricalhos) e uma cor só.

Já nesta imagem separei exemplos de acessórios que não ornaram:

Reparem o peso que as armações já conferiam ao rosto e o excesso de informação (pedraria, cores, colares muito grandes e muito próximos ao rosto). Nessa última imagem (que não está tão ruim) a boina atrapalha e a descoordenação de cores também (óculos mais prata com uma argola mais pesada e dourada).

Por fim, separei fotos da musa dos óculos, Meryl Streep. Ela usa óculos de grau até nas premiações de Oscar, com estilo! Não é sempre que ela acerta (vide montagem acima), mas nessas fotos abaixo ela coordenou bem cores, tamanhos e proporções.

Percebam que quando ela coloca colares mais pesados, eles são mais longos. Isso ajuda a tirar o foco da parte de cima.

E como eu disse anteriormente, o mais importante é você gostar da imagem que vê no espelho. Se você sair confiante com o que está usando, já é sucesso!

Espero que tenha gostado das dicas, porque esse é um post totalmente pensado em você, leitora. Me conta aqui nos comentários!

Beijos e apenas brilhe!


>>Gostou do post? Tem alguma dúvida ou sugestão? Deixe um comentário pra mim! 😘

Amanda Jacarandá